Avaliação Mysimba – Naltrexone (90mg), Bupropion (78mg) – Vendido como Contrave

Mysimba é um medicamento de prescrição médica para perda de pesoMysimba é um medicamento de prescrição médica para perda de peso desenvolvido nos EU pela Orexigen Therapeutics. Fornece uma combinação de Bupropion e Naltrexone e tem sido distribuído nos EU com o nome de marca Contrave desde 2014. Mysimba foi aprovado para uso em 2017.

Embora seja bom que os médicos tenham outro medicamento de perda de peso à sua disposição, os potenciais consumidores do Mysimba devem estar cientes que a medicação poderá causar efeitos secundários e não está tão bem classificada quando comparada com algumas alternativas sem prescrição médica que são mais seguras e usar e têm uma melhor reputação quando se trata dos resultados alcançados.

Uma combinação de dados científicos (recolhidos de ensaios clínicos) e feedback dos consumidores, sugerem que a medicação só é eficaz entre 50% a 60 % dos utilizadores.

PhenQ – Multi-açãoNo mercado comercial dos comprimidos dietéticos existem produtos altamente eficazes ao seu dispor que não precisam de prescrição.

PhenQ por exemplo pode ser comprado diretamente na página oficial do produto. Tem uma garantia de 60 dias de reembolso do seu dinheiro aplicada a todas as compras e todos os produtos são enviados sem custos de expedição para todo o mundo.

Leia mais sobre os benefícios PhenQ aqui

O que é Mysimba e Como Funciona? 

Mysimba é um inibidor do apetite. Os inibidores de apetite ajudam as pessoas a perder peso controlando os seus impulsos alimentares que são normalmente experienciados quando se transita para a uma dieta baixa em calorias.

O apetite pode ser inibido de várias formas. Alguns suplementos alcançam isso criando uma sensação de saciedade no estômago. Mysimba proporciona esse efeito através de alterações químicas que afetam o cérebro e diminuem o desejo por comida.

Ingredientes Chave e Potencial da Mistura

Cada pastilha de Mysimba fornece

  • Naltrexone (90mg)
  • Bupropion (78mg)

Ingredientes Chave e Potencial da Mistura MysimbaAmbas as drogas são prescritas, individualmente, como tratamento para determinadas condições médicas. Bupropion é normalmente usado como antidepressivo e auxiliar para cessação do tabagismo. Naltrexone é um medicamento para combate às dependências.

Os cientistas observaram que as pessoas que usam Bupropion como antidepressivo perdiam geralmente peso.

Estes especularam que isso se deve ao facto de o medicamento aumentar os níveis de dopamina no cérebro e faz com que o corpo use mais energia e queime calorias extra.

Naltrexone parece auxiliar este processo e pode ser uma ajuda suplementar no processo de perda de peso ao fazer com que os doces parecem menos saborosos.

Instruções de Utilização – As pastilhas devem ser tomadas com água e engolidas inteiras, preferencialmente às refeições.

O tratamento começa com a dose de uma pastilha por dia e aumenta gradualmente no decorrer de um período de quatro semanas.

  • Semana 1: Uma pastilha de manhã
  • Semana 2: Uma pastilha de manhã e outra à noite
  • Semana 3: Duas pastilhas de manhã. Uma pastilha à noite.
  • Semana 4 e seguintes: Duas pastilhas todas as manhãs. Duas pastilhas à noite

Estudos Clínicos

Foram realizados quatro estudos clínicos com o Mysimba. Após 16 semanas, 50.8% dos consumidores atingiram uma perda de peso de 5% ou mais. Após um ano, o peso médio perdido era de 10%.

Feedback dos Clientes MySimba

Não conseguimos encontrar qualquer feedback dos clientes para o Mysimba, mas a página Drugs.com tem bastantes feedbacks para o Contrave. É o mesmo medicamento vendido sob uma marca diferente, por isso fornece uma boa visão sobre como a medicação poderá funcionar.

As avaliações dos consumidores do Contrave sugerem que Mysimba poderá ser benéfico apenas para cerca de 60% dos utilizadores.

Alguns comentários normais dizem:

“Não comecei a perder peso com o contrave até que comecei a tomar a dose completa. Agora estou a perder cerca de 2.5 kg por semana. Não experienciei quaisquer efeitos secundários e sinto-me mais enérgico e focado.”
“Este medicamento para perda de peso parece funcionar comigo, mas tive de parar de o tomar devido aos terríveis efeitos secundários. Fiquei com a cabeça estranha, com suores excessivos e fiquei tão irritável que não suportava estar rodeado da minha família.”
“Comecei a usar o Contrave a 10 de abril de 2016 e 4 meses depois tinha perdido 28 kg. Também estava a fazer exercício e uma alimentação correta, mas estava a fazer isso antes e nunca tinha perdido peso até que o meu médico me receitou o Contrave.”
“Fazer dieta é mais fácil agora porque já não sou importunado por sensação de fome avassaladora. Perdi 2.5 kg, mas os efeitos secundários significam que tenho de parar. Sinto-me sempre doente, com dores de cabeça horríveis e sofro de obstipação.”

Efeitos Secundários MySimba

Mysimba pode causar reações desfavoráveis quando usado conjuntamente com outros medicamentos. É também inadequado para pessoas que sofrem de certas condições médicas como hipertensão descontrolada.

Os efeitos secundários mais comummente reportados incluem dores de cabeça, náuseas, dor abdominal, agitação, dores nas articulações e tonturas. Alguns dos efeitos secundários mais raros incluem pensamentos suicidas, danos no fígado e episódios maníacos. Nos estudos clínicos, 23.8% dos participantes reportaram efeitos adversos e descontinuaram a utilização. 

Opções de Compra & Considerações

Mysimba é um medicamento sujeito a receita médica. Apenas o conseguirá obter se o seu médico de família o prescrever e muitas pessoas com excesso de peso poderão não ser elegíveis para a prescrição.

Os médicos apenas estão autorizados a prescrever medicamentos de gestão de peso para pessoas obesas com um IMC de 30 ou superior. Para ser elegível para uma prescrição Mysimba, os pacientes também precisam de sofrer de uma condição médica que possa vir a piorar pelo facto de terem excesso de peso.

Opções de Compra & Considerações MySimba

Em Conclusão

Mysimba aparenta ter valor como auxiliar na perda de peso, mas as avaliações dos consumidores e os dados científicos sugerem que não funciona para todos e que os potenciais efeitos secundários podem ser bastante elevados.

A inibição do apetite é apenas umas das várias formas de perder peso. Muitos dos melhores suplementos dietéticos são concebidos para proporcionar a inibição do apetite, melhorar as capacidades naturais do corpo no que diz respeito à queima de gordura e providenciar apoio adicional em várias outras formas às pessoas que fazem dieta. Isto é alcançado sem o risco associado dos efeitos secundários e tais suplementos são geralmente acompanhados de uma garantia de reembolso.

Os clientes que apresentem uma prescrição para o Mysimba na sua farmácia local, não têm essa rede de segurança financeira assegurada.

Caso a medicação não funcione para eles, ou tenham de parar o tratamento devido aos efeitos secundários, não há reembolso monetário. Tendo isto em consideração, o antigo provérbio “o médico é que sabe” não parece ser mais uma verdade universal.

Quais são os melhores comprimidos dietéticos para comprar sem prescrição médica – clique aqui

Jejum Intermitente – os pros e os contras

Jejum Intermitente – os pros e os contrasComo o nome indica, o jejum intermitente é um padrão alimentar que envolve abster-se da ingestão de alimentos de forma regular.

Embora a ideia de permanecer 24 horas ou mais sem comer seja o suficiente para fazer muitas pessoas estremecer, o jejum intermitente está a tornar-se uma prática cada vez mais popular.

Algumas pessoas decidem jejuar um ou mais dias por semana porque acreditam que é mais natural para o corpo do que comer diariamente, outras acreditam que irá melhorar a sua saúde, mas muitas das pessoas que praticam jejum intermitente fazem-no porque acreditam que fazer pausas regulares na ingestão de alimentos, os irá ajudar a perder peso.

Jejum Intermitente e Perda de Peso

Jejum Intermitente e Perda de PesoOs alimentos fornecem ao corpo a energia que este necessita para continuar a funcionar,

Esta energia assume a forma de calorias. Quando as pessoas ingerem demasiados alimentos, as calorias em excesso são convertidas em gordura.

Quando a dieta falha em fornecer calorias suficientes, o corpo começa a queimar os seus depósitos de gordura para obter as calorias armazenadas e colocá-las em ação.

Os redutores de apetite podem ajudar a sua dieta a funcionar! – Quais têm a taxa de sucesso mais alta

Prova de que o Jejum Intermitente Funciona

Vários estudos mostram que jejuar de forma regular pode ser uma boa forma de perder peso. Para efeitos de uma análise científica, chamada Efeitos do Jejum Intermitente na Composição Corporal e Marcadores Clínicos de Saúde em Humanos, os investigadores analisaram os dados de vários estudos que decorreram entre 3 e 12 semanas, envolvendo indivíduos que estavam a jejuar em dias alternados.

Os dados mostraram uma redução do peso corporal de 3% para 7%. Os dados recolhidos de estudos semelhantes conduzidos em períodos entre 12 a 21 semanas, foram ainda mais promissores porque o peso corporal foi reduzido até 9%.

No entanto, algumas pesquisas oferecem resultados contraditórios, por isso o jejum intermitente não é um modo garantido de perda de peso.

Porque é que o Jejum Intermitente Pode por Vezes Não Resultar em Perda de Peso

Porque é que o Jejum Intermitente Pode por Vezes Não Resultar em Perda de PesoEntão, porque é que o jejum intermitente não funciona para toda a gente? Pode estar simplesmente relacionado com uma questão matemática.

Tal como com qualquer outra técnica de perda de peso, as pessoas que assumem um compromisso sério de perder peso obterão geralmente melhores resultados do que aquelas que não o fazem.

Um homem comum necessita de 2,500 calorias por dia. A sua homologa feminina necessita de 2,000 calorias por dia. Em dias em que o corpo recebe pouca ou nenhuma comida, a maioria destas calorias tem de advir da gordura corporal queimada.

Soa bastante bem, não soa? No entanto, se um homem comum decide alimentar-se em excesso no dia seguinte ao seu jejum, ou faz simplesmente escolhas insensatas que resultem no organismo receber 2,500 calorias a mais do que precisa, ou 1,250 calorias extra por dia nos dois dias seguintes, ficará num impasse.

Nada terá mudado e as poucas calorias extra irão resultar em aumento de peso. Pensa que consumir tantas calorias extra é muito difícil? Pense novamente. Um simples Double Whopper do McDonald’s com Queijo (sem batatas, acompanhamentos ou batido) pode resultar em umas colossais 1,070 calorias.

Algumas Rotinas de Jejum Intermitente 

Existem muitas rotinas de jejum intermitente. A Dieta 5:2 é provavelmente uma das mais populares.

E um plano dietético do tipo comer-pausar-comer. As pessoas a fazer esta dieta podem alimentar-se normalmente durante cinco dias por semana, mas não estão autorizadas a comer quase nada durante os dois dias de jejum.

Oh homens podem ingerir no máximo 600 calorias por dia de jejum e as mulheres têm de sobreviver com apenas 500 calorias (cinco maçãs equivalem a este valor).

Omissão Aleatória de Refeições é um tipo de jejum intermitente menos drástico.

Basta omitir refeições aleatórias uma ou duas vezes por semana. Por isso, se alguém pular o jantar não poderá comer nada durante toda a noite e irá deitar-se com fome.

Caso escolham pular o pequeno almoço não poderão comer nada durante toda a manhã, e o almoço será a primeira refeição do dia. No entanto, alimentos processados são estritamente proibidos na dieta de Omissão Aleatória de Refeições.

No outro extremo, as pessoas que seguem o plano da Dieta do Guerreio, ou evitam alimentar-se por completo ou comem uma minúscula quantidade nas primeiras 20 horas do dia e marcam os seus treinos físicos de modo a que sejam abrangidos neste período sem alimentos.

É permitida uma ingestão normal de alimentos durante as restantes quatro horas do dia. A maioria das pessoas que escolhe este percurso, prefere marcar o seu período de alimentação para o fim de tarde/noite para puderem jantar com as suas famílias.

Prós e Contras Jejum Intermitente 

Os Prós

  • Pode reduzir a probabilidade de desenvolver diabetes tipo 2
  • Estimula a hormona do crescimento humano
  • Melhora as habilidades curativas
  • Promove um metabolismo mais rápido
  • Pode ajudá-lo a viver mais tempo
  • Reduz o colesterol
  • Pode ajudá-lo a perder peso
 

Os Contras

  • Sensação de Fome
  • Desidratação
  • Mudanças no trânsito intestinal
  • Azia
  • Dores de Cabeça
  • Stress/ansiedade
  • Letargia
  • Menstruação irregular
  • Menopausa precoce

Em Resumo 

O jejum intermitente é um padrão alimentar que consiste em ingerir comida e jejuar de acordo com um horário estabelecido.

A ausência de alimentos nos dias de jejum pode resultar numa maior necessidade de queima de gordura o que poderá levar a uma perda de peso, mas qualquer perda de peso pode ser facilmente substituída caso sejam ingeridas demasiadas calorias nos dias em que não está a jejuar. Este é o motivo pelo qual algumas pessoas acham que o jejum intermitente não é tão eficaz como esperavam que fosse.

Embora a não ingestão de alimentos de forma regular nesta forma seja considerada que traz vários benefícios para a saúde além da perda de peso, também pode causar problemas de saúde, incluindo letargia e dores de cabeça.

A sensação de fome também será provavelmente um problema. Tendo em conta que combater a sensação de fome, se revela frequentemente a quebra na dieta para as pessoas que estão a seguir planos menos restritos, o jejum intermitente será particularmente difícil para muitas pessoas que desejem perder peso.

Também envolve mudanças significativas no estilo de vida e seria adequado procurar aconselhamento médico antes de fazer uma mudança dietética tão drástica.

Quais os redutores de apetite mais eficazes a reprimir os impulsos relacionados com a fome